Páginas

domingo, 27 de maio de 2012

05 de junho-Dia do Meio Ambiente



O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 05 de junho, foi estabelecido em 1972 pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas – ONU, para marcar a abertura da Conferência sobre Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, capital da Suécia. Outra decisão foi à criação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, responsável por incentivar a capacidade de agir internacional e nacional para a proteção do meio ambiente no contexto do desenvolvimento sustentável.



Fontes: Portalbonito.com - Viageeturismo.abril.com.
Desde então, como acontece todos os anos estará sendo comemorado o dia mundial do meio ambiente, data extremamente importante para a conservação da natureza. A preocupação com a conservação da natureza vem se acentuando nos dias atuais em função das atividades humanas, as quais têm ocasionado graves problemas de degradação ambiental, a ponto de comprometer, caso não sejam tomadas medidas emergenciais, os recursos naturais, as condições de vida e consequentemente, toda a vida futura no planeta.
O amor à natureza e o desejo de que ela seja preservada ou utilizada racionalmente pelo homem já podem ser observados em todas as regiões do Brasil. O Dia Mundial do Meio Ambiente já está sendo comemorado por várias Cidades, Estados, Instituições de Ensino e Empresas, todos preocupados com o futuro do planeta.

Atividades para a semana do Meio Ambiente






                         Hiperatividade - Como lidar com isso?

 

 

 Em 1992, os psicólogos Edward M. Hallowell e John Ratey apresentaram um documento com 50 dicas de como lidar com aluno que sofre de transtorno de hiperatividade.



O texto é de grande valia e merece ser lido na íntegra por médicos, coordenadores, educadores e os pais que tem um filho nessa situação.

Os professores sabem o que muitos profissionais não sabem: não existe apenas uma única síndrome de Hiperatividade, mas muitas; que a hiperatividade raramente ocorre de uma forma "pura" mas, ao contrário, normalmente apresenta-se ligada a muitos outros problemas como dificuldade de aprendizado ou mau humor; que HIPERATIVIDADE muda conforme o clima, é inconstante e imprevisível; e que o tratamento para HIPERATIVIDADE, a respeito de ser claramente esclarecido em vários livros, representa uma dura missão de trabalho e devoção. Não há uma solução fácil para administrar HIPERATIVIDADE na sala de aula ou em casa. Depois de tudo feito, a eficácia de qualquer tratamento deste problema na escola depende do conhecimento e da persistência da escola e do professor. Aqui apresentamos algumas dicas para o trato de crianças com HIPERATIVIDADE na escola. As sugestões a seguir visam o professor na sala de aula para crianças de qualquer idade. Algumas sugestões vão ser evidentemente mais adequadas às crianças menores, outras às mais velhas mas, em termos de estrutura, educação e encorajamento, são pertinentes a qualquer um.


01- Antes de tudo, tenha certeza de que o que você está lidando é HIPERATIVIDADE. Definitivamente não é tarefa dos professores diagnosticar a HIPERATIVIDADE, mas você pode e deve questionar. Especificamente tenha certeza de alguém tenha testado a audição e a visão da criança recentemente e tenha certeza de que uma avaliação adequada foi feita. Continue questionando até que se sinta convencido. A responsabilidade disso tudo é dos pais e não dos professores, mas o professor pode contribuir para o processo.

02- Segundo, prepara-se para suportar. Ser uma professora na sala de aula onde há duas ou três crianças com HIPERATIVIDADE pode ser extremamente cansativo. Tenha certeza de que você pode tem o apoio da escola e dos pais. Tenha certeza de que há uma pessoa com conhecimento à qual você possa consultar quando tiver um problema ( pedagoga, psicólogo infantil, assistente social, psicólogo da escola ou pediatra ), mas a formação da pessoa não é realmente importante. O que importa é que ele ou ela conheça muito sobre HIPERATIVIDADE, conheça os recursos de uma sala de aula e possa falar com clareza. Tenha certeza de que os pais estão trabalhando com você. Tenha certeza de que os colegas podem ajudar você.

03- Conheça seus limites. Não tenha medo de pedir ajuda. Você, como professor, não pode querer ser uma especialista em HIPERATIVIDADE. Você deve sentir-se confortável em pedir ajuda quando achar necessário.

04- PERGUNTE À CRIANÇA O QUE PODE AJUDAR. Estas crianças são sempre muito intuitivas. Elas sabem dizer a forma mais fácil de aprender, se você perguntar. Elas ficam normalmente temerosas em oferecer informação voluntariamente porque isto pode ser algo muito ousado ou extravagante. Mas tente sentar sozinho com a criança e perguntar a ela como ela pode aprender melhor. O melhor especialista para dizer como a criança aprende é a própria criança. É assustadora a frequência com que suas opiniões são ignoradas ou não são solicitadas. Além do mais, especialmente com crianças mais velhas, tenha certeza de que ela entende o que é HIPERATIVIDADE. Isto vai ajudar muito a vocês dois.

05- Lembre-se de que as crianças com HIPERATIVIDADE necessitam de estruturação. Elas precisam estruturar o ambiente externo, já que não podem se estruturar internamente por isso mesmos. Faça estas crianças com HIPERATIVIDADE se beneficiam enormemente quando têm uma tabela ou lista para consultar quando se perdem no que estão fazendo. Elas necessitam de algo para fazê-las lembrar das coisas. Eles necessitam de diretrizes. Elas precisam de limites. Elas precisam de organização.

06- LEMBRE-SE DA PARTE EMOCIONAL DO APRENDIZADO. Estas crianças necessitam de um apoio especial para encontrar prazer na sala de aula. Domínio ao invés de falhas e frustrações. Excitação ao invés de tédio e medo. É essencial prestar atenção as emoções envolvidas no processo de aprendizagem.

07- Estabeleça regras. Tenha-as por escrito e fáceis de serem lidas. As crianças se sentirão seguras sabendo o que é esperado delas.

08- Repita as diretrizes. Escreva as diretrizes. Fale das diretrizes. Pessoas com HIPERATIVIDADE necessitam ouvir as coisas mais de uma vez.

09- Olhe sempre nos olhos. Você pode "trazer de volta" uma criança com HIPERATIVIDADE através dos olhos nos lhos. Faça isto sempre. Um olhar pode tirar uma criança do seu devaneio ou dar-lhe liberdade para fazer uma pergunta ou apenas dar-lhe segurança silenciosamente.

10- Na sala de aula coloque a criança sentada próxima à sua mesa ou próxima de onde você fica a maior parte do tempo. Isto ajuda a evitar a distração que prejudica tanto estas crianças.

11- Estabeleça limites, fronteiras. Isto deve ser devagar e com calma, não de modo primitiva. Faça isto consistentemente, previamente, imediatamente e honestamente. Não seja complicado, falando sem parar. Estas discussões longas são apenas diversão.
Seja firme.

12- Preveja o máximo que puder. Coloque o plano no quadro ou na mesa da criança. Fale dele frequentemente. Se você for alterá-lo, como fazem os melhores professores, faça muitos avisos e prepare a criança. Alterações e mudanças sem aviso prévio são muito difíceis para estas crianças. Elas perdem a noção das coisas. Tenha um cuidado especial e prepare as mudanças com a maior antecedência possível. Avise o que vai acontecer e repita os avisos a medida que a hora for se aproximando.

13- Tente ajudar às crianças a fazerem a própria programação para depois da aula, esforçando-se para evitar um dos maiores problemas da HIPERATIVIDADE: a procrastinação.

14- Elimine ou reduza a frequ~encia dos testes de tempo. Não há grande valor educacional nos testes de tempo e eles definitivamente não possibilitam as crianças HIPERATIVIDADE mostrarem o que sabem.

15- Propicie uma espécie de válvula de escape como, por exemplo, sair da sala de aula por alguns instantes. Se isto puder ser feito dentro das regras da escola, poderá permitir à criança deixar a sala de aula ao invés de se desligar dela e, fazendo isto, começa a aprender importantes meios de auto-observação automaticamente.

16- Procure a qualidade ao invés de quantidade dos deveres de casa. Crianças HIPERATIVIDADE frequentemente necessitam de uma carga reduzida. Enquanto estão aprendendo os conceitos, elas devem ser livres. Elas vão utilizar o mesmo tempo de estudo e não vao produzir nem mais nem menos do que elas podem.

17- Monitore o progresso frequentemente. Crianças HIPERATIVIDADE se beneficiam enormemente com frequente retorno do seu resultado. Isto ajuda a mantê-los na linha, possibilita a eles, saber o que é esperado e se eles estão atingindo as suas metas, e pode ser muito encorajador.

18- Divida as grandes tarefas em tarefas menores. Esta é uma das mais importantes técnicas de ensino das crianças HIPERATIVIDADE. Grandes tarefas abafam rapidamente as crianças e elas recuam a uma resposta emocional do tipo eu nunca vou ser capaz de faer isto. Através da divisão de tarefas em tarefas mais simples, cada parte pequena é o suficiente para ser facilmente trabalhada, a criança foge da sensação de abafado. Em geral estas crianças podem fazer muito mais do que elas pensam. Pela divisão de tarefas o professor pode permitir à criança que demonstre a si mesma a sua capacidade. Com as crianças menores isto pode ajudar muito a evitar acessos de fúria pela frustração antecipada. E com os mais velhos pode ajudar as atitudes provocadoras que elas têm frequentemente. E isto vai ajudar de muitas utras maneiras também. Você deve fazer isto durante todo o tempo.

19- Permita-se brincar, divertir. Seja extravagante, não seja normal. Faça do seu dia uma novidade . Crianças HIPERATIVIDADE adoram novidades. elas respondem às novidades com entusiasmo. Isto ajuda a manter a atenção - tanto a delas quanto a sua. Estas crianças são cheias de vida, elas adoram brincar. E acima de tudo, elas detestam ser molestadas. Muitos dos tratamentos para elas envolvem coisas chatas como estruturas, programas, listas e regras. Você deve mostrar a elas que estas coisas não estão necessariamente ligadas às pessoas, professores ou aulas chatas. Se você, às vezes, se fizer de bobo poderá ajudar muito.

20- Novamente, cuidado com a superestimulação. Como um barro de vaso no forno, a criança pode ser queimada. Você tem que estar preparado para reduzir o calor. A melhor maneira de lidar com os  caos na sala de aula é, em primeiro lugar, a prevenção.

21- Esforce-se e não se dê satisfeito, tanto quanto puder. Estas crianças convivem co o fracasso, e precisam de tudo de positivo que você puder oferecer. O fracasso não pode ser superenfatizado. Estas crianças precisam e se beneficiam com os elogios. Elas adoram o encorajamento. Elas absorvem e crescem com isto. E sem isto elas retrocedem e murcham. Frequentemente o mais devastador aspecto da HIPERATIVIDADE não é HIPERATIVIDADE propriamente dita e sim o prejuízo à auto-estima. Então alimente estas crianças com encorajamento e elogios.

22- A memória é frequqntemente um problema para eles. Ensine a eles pequenas coisas como neumônicos, cartão de lembretes, etc... Eles normalmente t~em problemas comm o que Mel Levine chama de Memória do Trabalho Ativa, o espaço disponível no quadro da sua mente, por assim dizer. Qualquer coisa que você inventar - rimas, códigos,dicas - pode ajudar muito na aumentar a memória.

23- Use resumos. Ensine resumindo. Ensine sem profundidade. Estas técnicas não são fáceis para crianças HIPERATIVIDADE, mas uma vez aprendidas, podem ajudar muito as crianças a estrturar e modar o que está sendo ensinado, do jeito que é ensinado. Isto vai ajudar a dar à criança o sentimento de domínio durante o processo de aprendizagem, que é o que elas precisam, e não a pobre sensação de futilidade que muitas vezes definem a emoção do processo de aprendizagem destas crianças.

24- Avise sobre o que vai falar antes de falar. Então fale sobre o que já falou. Já quemuitas crianças com HIPERATIVIDADE aprendem melhor visualmente do que pela voz, se você puder escrever o que será falado e como será falado, isto poderá ser de muita ajuda. Este tipo de estruturação põe as idéias no lugar.

25- Simplifique as instruções. Simplifique as opções. Simplifique a programação. O palavreado mais simples será mais facilmente compreendido. E use uma linguagem colorida. Assim como as cores, a linguagem colorida prende atenção.

26- Acostuma-se a dar retorno, o que vai ajudar a criança a se tornar auto-observadora. Crianças com HIPERATIVIDADE tendem a não ser auto-observadora. Elas normalmente não têm idéia de como vão ou como têm se comportado. Tente informá-las de od construtivo. Faça perguntas como: você sabe o que fez? Ou como você acha que poderia ter dito isto de maneira diferente?  Ou você acha que aquela menina ficou triste quando voc~e disse o que disse? Faça perguntas que promovam a auto-observação.

27- Monte as expectativas explicitamente.

28- Um sistema de pontos é uma possibilidade de mudar parte do comportamento ( sistema de recompensa para as crianças menores ). Crianças com HIPERATIVIDADE respondem muito bem às recompensas e incentivos. Muitas delas são pequenos empreendedores.

29- Se a criança parece ter problemas com as dicas sociais - linguagem do corpo, tom de voz, etc - tente discretamente oferecer sinais específicos e explícitos, como uma espécie de treinamento social. Por exemplo, diga antes de contar a sua história, procure ouvir primeiro a de outros ou olhe para a pessoa enquanto ela está falando. Muitas crianças com HIPERATIVIDADE são vistas como indiferentes ou egoc~entricas, quando de fato elas apenas não aprenderam a interagir. Esta habilidade não vem naturalmente em todas as crianças, mas pode ser ensinada ou treinada.

30- Aplique testes de habilidades.

31- Faça a criança se sentir envolvida nas coisas. Isto vai motivá-la, e a motivação ajuda a HIPERATIVIDADE.

32- Separe pares ou trios ou até mesmo grupos inteiros de crianças que não se dão bem juntas. Você deverá fazer muitos arranjos.

33- Fique atento à integração. Estas crianças precisam se sentir enturmadas, integradas. Tão logo se sintam enturmadas, se sentirão motivadas e ficarão mais sintonizadas.

34- Sempre que possível, devolva as responsabilidades à criança.

35- Experimente um caderno escola-casa-escola. Isto pode contribuir realmente para a comunicação pais-professores e evitar reuniões de crises. Isto ajuda ainda o frequente retorno de informação que a criança precisa.

36- Tente utilizar relatórios diários de avaliação.

37- Incentive uma estrutura do tipo auto-avaliação. Troca de idéias depois da aula pode ajudar. Utilize também os intervalos de aula.

38- Prepare-se para imprevistos. Estas crianças necessitam saber com antecedência o que vai acontecer, de modo que elas possam se preparar. Se elas, de repente, se encontram num imprevisto, isto pode evitar excitação e inquietos.

39- Elogios, firmeza, aprovação, encorajamento e suprimento de sentimentos positivos.

40- Com as crianças mais velhas, façam com que escrevam pequenas notas para eles mesmos, para lembrá-los das coisas. Essencialmente, eles anotam não apenas o que é dito a eles mais também o que eles pensam. Isto pode ajudá-los a ouvir melhor.

41- Escrever à mão às vezes é muito difícil para estas crianças. Desenvolva alternativas. Ensine como utilizar teclados. Faça ditados. Aplique testes orais.

42- Seja como um maestro: tenha a atenção da orquestra antes de começar. Você pode utilizar do silêncio ou bater o seu giz ou régua para fazer isto. Mantenha a turma atenta, apontando diferentes partes da sala como se precisasse da ajuda deles.

43- Sempre que possível, prepare para que cada aluno tenha um companheiro de estudo para cada tema, se possível com o número de telefone ( adaptado de Gary Smith ).

44- Explique e dê o tratamento normal a fim de evitar um estigma.

45- Reuna com os pais frequentemente. Evite o velho sistema dese reunir apenasb para resolver crises ou problemas.

46- Incentive a leitura em voz alta em casa. Ler em voz alta na sala de aula tanto quanto for possível. Faça a criança recontar histórias.
Ajude a criança a falar por tópicos.

47- Repetir, repetir, repetir.

48- Exercícios físicos. um dos melhores tratamentos para HIPERATIVIDADE, adultos ou crianças, é o exercício físico. Exercícios pesados, de preferência ginástica, ajuda a liberar o excesso de energia, ajuda a concentrar a atenção, estimula certos hormônios e neurônios que são benéficos. E ainda é divertido, porque deste modo a criança continuará fazendo para o resto da vida.

49- Com os mais velhos a preparação para a aula deve ser feita antes de entrar na sala. A melhor idéia é que a criança já saiba o que vai ser discutido em um certo dia e o material provavelmente será utilizado.

50- Esteja sempre atento às dicas do momento. Estas crianças são muito talentosas e artísticas do que parecem. Elas são cheias de criatividade, alegria, espontaneidade e bom humor. Elas tendem a ser resistentes, sempre agarradas ao passado. Elas tendem ser generosas de espírito, felizes de poder ajudar a alguém. Elas normalmente têm algo especial que engrandece qualquer coisa em que estão envolvidas. Lembre-se de que no meio do barulho existe uma sinfonia, uma sinfonia que precisa ser escrita.

Achei esse texto no http://educando-amor.blogspot.com.br/
 e achei muito interessante e resolvi postar.

domingo, 13 de maio de 2012

Dia das Mães

Mais lembrancinhas para o Dia das Mães.

Porta pano de prato


Porta mantimentos





Toalhinha de mão



Potinho de alimentos




Kit de unha


Mini cesta de café  da manhã



ENFEITE DE MESA



Pequena lembrança para as professoras que são MAMÃES



Ornamentação da festa





quarta-feira, 9 de maio de 2012

Dia das Mães

Sugestão de convite para o Dia das Mães
Simples, fácil e rápido!!

É só digitar e imprimir na cartolina.




Depois,fure e coloque uma fitinha ou um fitilho para dá um charme.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Dia das Mães



No segundo domingo de maio comemora-se o dia das mães.
A data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu pelo mundo afora.
As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam de “mothering day”.
Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção.
As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que estes estejam sempre bem.
Com o passar dos anos, o dia das mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao longo da vida.
Nas diferentes localidades do mundo, a comemoração é feita em dias diferentes. Na Noruega é comemorada no segundo domingo de fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio; na Suécia, no quarto domingo de maio; no México é uma data fixa, dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração ao aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel não existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família.
No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.

Fonte:http://www.brasilescola.com/






Dia das Mães

Ufa!!! Correria para o Dia das Mães!!!!
Minha amiga Lliane Gabry, preparou este livrinho pra presentear as mamães.









Espero que tenham gostado!!!!!
Beijinhos!

domingo, 6 de maio de 2012

Dia das Mães

Mal acabou a Páscoa e já chegou o Dia das Mães!!
Acabei de preparar um jogo americano,um  porta-guardanapo e um porta-caixa de fósforo.Vejam só!!!













Ainda tem o puxa saco e um porta pano de prato






Toalhinha de mão em formato de docinho

É só montar a base (tipo forminha) e enrolar a toalha, formando um docinho .



Ah!! Não esqueça da cereja!!!!



Não ficou um CHARME???